A Câmara de Leiria vai investir cerca de dois milhões de euros em obras que visam melhorar mais de 60 estradas e arruamentos do concelho, foi hoje anunciado.

O lançamento dos procedimentos para a realização de sete empreitadas, cujo valor total ascende a 1.976.549 euros, foi aprovado na última reunião do executivo municipal, na quinta-feira.

Em comunicado, o município presidido por Raul Castro, eleito pelo PS, refere que os trabalhos vão decorrer na União das Freguesias de Marrazes e Barosa e União das Freguesias de Parceiros e Azoia, no valor de 280.456,85 euros, União de Freguesias de Santa Catarina da Serra e Chainça e União das Freguesias de Santa Eufémia e Boa Vista (187.590,00 euros), União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes e freguesia de Arrabal (381.470,00 euros), Azoia (240.257,00 euros) e União de Freguesias de Colmeias e Memória e freguesia dos Milagres (208.875,20 euros).

“Foi ainda aprovada a abertura de procedimento para uma empreitada de beneficiação, requalificação da rede viária municipal e reforço dos pavimentos betuminosos”, no valor de 368.320,00 euros, que contempla a freguesia de Bidoeira, a União das Freguesias de Colmeias e Memória, a União de Freguesias de Monte Redondo e Carreira e a União das Freguesias de Santa Eufémia e Boa Vista.

O executivo aprovou também o início de procedimento para a empreitada de construção da nova ponte da Cabreira e requalificação dos acessos, na União de Freguesias de Marrazes e Barosa, no montante de 309.580,00 euros.

A Câmara de Leiria decidiu igualmente apoiar 38 associações culturais do concelho com subsídios que totalizam 200 mil euros, ao longo deste ano.

Estas ajudas financeiras visam o “desenvolvimento de atividades no concelho”, na sequência de candidaturas aprovadas ao abrigo do programa Pro Leiria – Atribuição de Auxílios a Entidades Associativas.

As instituições com trabalho na área do teatro recebem 104.825 euros. Foram também aprovados apoios a 19 ranchos folclóricos, no valor de 39.700 euros.

“Este apoio é justificado pelo relevante papel cultural desempenhado pelos ranchos folclóricos do concelho, na promoção e divulgação do património e identidade cultural e na formação pela arte, nas áreas da música e dança tradicional”, adianta a autarquia noutra nota.

No âmbito do Pro Leiria, são ainda apoiadas 12 filarmónicas do concelho com uma verba de 64.500 euros.